quinta-feira, 3 de julho de 2014

Trabalho e qualidade de vida

É muito comum que se diga "de volta à realidade" quando um momento bom acaba — tipo férias —, é como se o que se vive de melhor que fosse o somente sonho, só irreal, enquanto o real seria aquilo que se vive de mais tedioso, maçante e chato — tipo trabalho. Eu tenho sérias objeções ao modelo de vida pelo trabalho que a nossa sociedade nos impõe hoje em dia. Vejamos esse gráfico simples das 24h do dia:

Pense essa rotina repetida de segunda a sexta-feira, pense que tem muita gente que trabalha também no sábado, que só sobra o fim de semana para fazer a feira, lavar roupa, limpar a casa, pagar contas... Em que tempo se tem espaço para viver, para curtir a si próprio, a presença das pessoas que se ama?  Nessa rotina é muito difícil de desenvolver algum hobby, algum passa-tempo criativo, pois não se tem tempo para que passe.

Com uma carga desse tipo, de maioria de tempo dedicado a fazer o que não se preferia estar fazendo, é comum e compreensível que se confunda esse momento com a a realidade. Só que ele não é. Eu penso o contrário, eu penso que é nos nossos melhores momentos que enfim podemos ser o que realmente somos, portante é esse o momento de realidade. Fora isso, é um momento adormecido, em que temos que colocar a nós mesmos em stand by, por obrigação. Tenho certeza de que quando o trabalho é prazer a vida é uma grande alegria, quando o trabalho é um pesar a vida é escravidão

O resultado mais comum disso: a pessoa fica entediada nas férias porque "não tem nada pra fazer"; quando se aposenta (se sobreviver até lá) se entedia da vida porque não teve tempo para se dedicar a mais nada além do trabalho e, já que viveu só para trabalhar, acaba entrando em depressão por "perder o trabalho". Sabe quem consegue fugir dessa rotina escrava? Quem busca trabalhar com algo que goste. Isso não é fácil, mas o que é bom, geralmente, não vem tão fácil mesmo. Já ouvi dizer faça o que ama e o dinheiro vem e eu acredito nisso. Siga exemplos de outras pessoas que se deram bem fazendo o que gostam, se inspire!

"O emprego ruim faz a pessoa perder saúde mental" [Peter Butterworth, psiquiatra da Universidade Nacional da Austrália e coordenador da pesquisa — Leia mais AQUI].

► Leia mais em: Trabalho, ócio e criatividade.

► Recomendo: "Criando Tempo", um episódio de 16 minutos do Bob Esponja todo dedicado à criticar o modelo de trabalho e vida dedicada integralmente ao trabalho que temos atualmente. É muito bom! Está passando agora na Nick (1ª Temp. Ep. 45 - Homem Sereia e Mexilhãozinho / Criando Tempo").

Pense nisso! Até mais e beijo!

Um comentário:

  1. Muito bom, infelizmente é isso que tá acontecendo com a maioria das pessoas. O trabalho é algo apenas para sobreviver e não um prazer, e os momentos de lazer são tão raros que ficam até perdidos, uma pena.
    Beijos

    http://diadespa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...