sexta-feira, 31 de outubro de 2014

Halloween: Palhaço Assassino Fluo

E como hoje é Halloween (Dia das Bruxas), o post é de mais uma maquiagem que remete a esta data. Hoje trago a figura que mais me assustava quando eu era criança: o Palhaço Assassino. Como estou numa vibe de  fotografar cores florescentes sob luz negra, fiz com cores que brilham sob esse tipo de iluminação.

Sob Luz branca: 

Sob luz negra:

Por hoje é isso.
Beijos e até a próxima!

segunda-feira, 27 de outubro de 2014

Halloween: Sugar Skull Neon

Adorei a maquiagem de caveira mexicana que eu fiz só em tons que brilham sob luz negra (esta AQUI), por isso fiz outra diferente que eu até gostei mais e também com tons que ficam fluorescentes sob iluminação de luz negra, mas com um toque maior de preto.

Sob luz branca:

sexta-feira, 17 de outubro de 2014

Consumo: O ritual das três perguntas

No blog eu faço, entre outros, posts com resenhas de compras, dicas de promoções em sites de todo tipo de produto que eu consumo. Já dividi com vocês minha experiência desagradável (é eufemismo) com consumo compulsivo (AQUI) e hoje quero falar um pouco sobre como faço para controlar minha vontade de comprar. Depois de muito tempo "jogando dinheiro fora" aprendi a fazer o que eu chamo de "ritual das três perguntas", que são: "Eu posso?", "Eu preciso?", "Tem que ser agora?". Se a resposta for "Não" para pelo menos duas dessas perguntas, então é melhor repensar a compra.

Imagem: shopping by Seamless.
Duas situações extremas que podemos nos encontrar são as seguintes:

Eu posso? Sim!
Eu preciso? Não!
Tem que ser agora? Não!

Nesta situação é que se encontra o verdadeiro dinheiro jogado no lixo, é quando se está com dinheiro sobrando e a pessoa compra só por comprar, por impulso, porque está lá mesmo. É a compra que se faz nesse tipo de situação que geralmente resulta em muito arrependimento. Se for o caso de uma coisa muito dispensável, mas você quer "se dar de presente", aconselho esperar um pouco para comprar, pelo menos para ver se a vontade passa, se não era só compulsão, compras feitas só pelo momento são dinheiro queimado, mas as lojas nunca vão te dizer isso!

Eu posso? Não!
Eu preciso? Sim!
Tem que ser agora? Sim!

Das possíveis combinações destas perguntas, com certeza esta situação é a mais difícil de lidar, ela é o completo inverso da situação anterior, é quando você realmente precisa de uma coisa imediatamente mas a grana está curta. Eu acredito que parcelamentos em cartões de crédito devem ser reservados só para estas situações que eu considero delicadas. Não se tratando de algo deste tipo, é melhor não usar o cartão, ou, pelo menos, se for no cartão que seja em 1X, o chamado "pagamento a vista no cartão". Quando fazemos uma compra em, por exemplo, 10X de R$150,00 no cartão, temos que estar conscientes que teremos 150 reais a menos nos nossos vencimentos do mês, ou seja, se a pessoa tem 1.000 reais por mês, ao fazer uma compra no cartão em 10X de 150 reais, ela vai se comprometer a só ter 850 reais por mês durante 10 meses. Não existe esta história de "não se sente pagando as parcelas", claro que se sente, você está pagando com seu dinheiro. Por isso eu só aconselho comprar nestes moldes no caso de uma situação excepcional.

Espero que vocês tenham gostado do post.
Por hoje é isso. Beijão!

segunda-feira, 13 de outubro de 2014

Hobby: colecionar!

Por hobby, as pessoas se dedicam às mais variadas coleções: coleção de selos, coleção de moedas, coleção de xícaras, de chaveiros. Eu e meu namorado/noivo/boy () colecionamos hotwheels, ele gosta de carros de corrida e eu de carros fantasia e de modelos clássicos na cor vermelha (Porsche e BMW, principalmente ). Comecei, há pouco tempo, também a colecionar miniaturas de deuses egípcios, uma que saiu pela Editora Salvat e conseguiu ganhar meu coração.

Para quem quer começar uma coleção, ou mesmo já começou mas não sabe bem como levá-la, importa dizer que é importante manter o controle para não sair comprando loucamente tudo que se vê pela frente. Uma coleção é legal quando segue uma linha, afinal você não está criando um museu dos Hotwheels — ou de qualquer outra coisa que você colecione — e não é muito interessante querer todos que há no mundo. Mantenha o controle senão você vai falir e o que era uma diversão pode se tornar um problema.

Outra coisa importante é que se deve pensar um espaço para expor sua coleção. Uma prateleira, cristaleira, estante, etc. Assim, pelo menos na minha opinião, não tem sentido se dedicar a uma coleção e deixá-la trancafiada num cofre (a não ser que valha muitíssimo dinheiro mesmo, o que óbvio não é o meu caso) sem ninguém vê-la.

Quando eu era criança uma das coisas que mais me dava dó nas outras crianças era entrar no quarto delas e ver uma porção de brinquedos legais guardados na caixa porque os pais não deixavam abrir para não quebrar, portanto eu tiro meus Hotwheels da embalagem (blister), são não tirei os do Flintstones, dos Jetsons e do Homer Simpson porque as embalagens deste são diferenciadas, eles vêm com os personagens ilustrados, são, portanto, casos excepcionais, mas, via de regra, eu tiro meus carrinhos da embalagem.

Fiat 500 branco em cima de um back slider roxo.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...