sexta-feira, 23 de janeiro de 2015

Breve História do Carnaval + Maquiagem Colombina [Carnaval 2015]

Carnaval é uma das festividades mais antigas do mundo ocidental, sua origem data da Grécia em meados dos anos 600 a 520 a.C., como o seu próprio nome em latim — "carnis levale" — indica, era a festa marcada pelo "adeus à carne", pois a partir dela se fazia um grande período de abstinência e jejum, era uma maneira dos gregos prestarem seus cultos em agradecimento aos deuses pela fertilidade do solo e pela produção. Por volta de em 590 d.C. o carnaval passou a ser uma comemoração adotada pela igreja católica 3 antes da quaresma, e observa o mesmo sentido do "adeus à carne" para entrar numa, digamos, "quarentena de purificação espiritual" até a páscoa.

Também na época clássica cada lugar e região brincava o carnaval a seu modo, geralmente de uma forma propositadamente extravagante, de acordo com seus costumes, e cerca de 2.500 anos depois, do outro lado do mundo ou seja, aqui no Brasil os festejos populares carnavalescos também divergem de acordo com as regiões. Por mais que pareça bairrismo pode até ser mesmo eu pago o maior pau para o carnaval do Recife, primeiramente pela multiculturalidade, no Recife o carnaval não encontra barreiras, aqui você encontra frevo, samba, rock, blues e mais um monte de ritmos, o que torna o carnaval do Recife a mais genuína festa dos sentidos, o culto a Dionísio! Depois, porque tudo isso é livre, é free, é de todos, ainda não conseguiram privatizar — bem que a elite local, com apoio da prefeitura tenta, mas "nós somos madeira de lei que cupim não rói"—, então é só chegar e aproveitar ().

Minha figura favorita do carnaval é a clássica Colombina. Colombina é o pivô de um "triângulo amoroso" onde o Pierrot ama Colombina, que ama Arlequim, que também quer — pois não ama do mesmo jeito sofrido que o Pierrot — Colombina. Esses personagens surgiram na Itália do século XVI, um entretenimento popular, cuja origem foi influenciada pelas brincadeiras de Carnaval.


Até a próxima e beijão!

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Dupes de pigmentos/sombras MAC na Paleta 3D da Jasmyne

Talvez você não saiba, mas sua paleta 3D da Jasmyne é cheia de dupes de sombras e pigmentos da MAC. A seguir algumas comparações:


1. Esta é um marrom com cintilância em ouro velho parece muito com o Roasted Chestnut da MAC;
2. Esta é uma sombra roxa com fundo avermelhado, ou seja, vinho que parece a Hepcat da MAC;
3. Este é um tom de cobre avermelhado intenso que lembra muito Spicy Smoke da MAC;


4. Esse é um tom roxo meio marrom café, é lindo, meu favorito, tanto que uso muito essa sombra sozinha, veio duas dela na mesma paleta é repete na paleta e eu amei isso, ele é muito parecido com o pigmento Deep Purple é, igual ao nome da banda da MAC;
5. Este é um dourado com ar envelhecido meio esverdeado que me remete ao ouro marroquino, parece com o pigmento Old Gold da MAC;
6. Este marrom acobreado levemente dourado é dupe do pigmento Chocolate Brown da MAC;


7. Esta é uma champanhe iluminadora, básica e rica que parece com o pigmento Blonde’s Gold da MAC;
8. Esta rosinha claro, iluminador que lembra o pigmento Rose Light da MAC;
9. Este é um tom iluminador bem claro, quase branco e que reflete um douradinho, parece o famoso pigmento Vanilla da MAC.

Por hoje é isso.
Beijos pessoal e até mais!

quarta-feira, 14 de janeiro de 2015

Gene Simmons ensina o passo-a-passo de sua maquiagem no KISS

Olha que bacana esse vídeo o próprio Gene Simmons mostra o tutorial de sua maquiagem no Kiss (esta moça é a filha dele, Sophie).


Por hoje é isso pessoal.
Beijo!

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Faça você mesmo: Capas para discos de vinil

Depois que comprei minha vitrola (esta AQUI) comecei a manusear meus vinis que há muitooo tempo estavam guardados e descobri alguns sem capa (só com o plástico). Como isso é difícil de encontrar, e até caro, decidi que eu mesma faria as capas dos meus discos que estavam sem capas. Ficaram assim.


Pensei em gravar um vídeo para mostrar a vocês como fazer, mas é muito simples e dá para explicar sem vídeo mesmo.
Pois bem, vai precisar de: • 2 folhas de papel tamanho A3 (usei de 120g, mas uns 200g é melhor porque é mais grossinho, menos do que 120g eu não recomendo porque fica frágil demais e não protege seu disco);  • Cola; • Tesoura; • Lápis para marcar o círculo que vai ser cortado no meio da capa. A capa do disco deve ficar com as seguintes medidas:

segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Estrague seus brinquedos

Imagem: The room by Ana Galvan.
Quando eu era criança, lembro, o quanto me deixava com dó ver uma criança que não podia tirar os brinquedos da caixa para não estragá-los. Eu tive uma amiga chamada Dayane, ela tinha um quarto enorme, brinquedos de marca, os pais dela podiam dar a ela todas as bonecas enormes que eu sempre quis ter mas meus pais não podiam me dar. Ela tinha um liquidificador que funcionava de verdade, podia fazer suco de verdade, mas a mãe dela não deixava tirar o brinquedo da caixa para não quebrar. Ela tinha uma calculadora grande cor-de-rosa com muitos bichos estampados e que emitia os sons dos animais, mas não podia ligá-la para não gastar a pilha. Aquilo me deixava confusa e passava para mim o mesmo sentimento de frustração que eu sentia vir de Dayane. Mas o brinquedo não deveria ser para brincar?

Meu quarto era bem menor do que o dela, não tinha a decoração planejada e bonita do dela e meus poucos brinquedos e lápis de cor eram espalhados pelo chão. Eu não entendia porque ela ficava tão feliz de vir brincar comigo, com as minhas coisas que não eram tão legais quanto as dela. Hoje eu acho que eu entendo um pouco... Dayane nunca "teve" tudo que tinha. Quem tinha todas aquelas coisas era a estante do quarto dela. Isso claramente a frustrava.

Eu simplesmente destrocei a primeira Barbie que tive, penteie os cabelos compridos e frisados dela tanto que o pescoço dela rachou. Meus ioiôs da Coca-Cola (que eu ainda tenho) não ficaram intactos como itens de colecionador, pelo contrário, estão muito bem arranhados com marcas de muita diversão de uma criança, a mesma regra se aplica eu meu bambolê do É O Tchan, à corda de pular corda e aos patins que se deterioraram. Da minha primeira boneca só restou uma foto. "Estraguei" essas coisas da melhor maneira possível.

Jacilene Silva.
Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...