segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

Estrague seus brinquedos

Imagem: The room by Ana Galvan.
Quando eu era criança, lembro, o quanto me deixava com dó ver uma criança que não podia tirar os brinquedos da caixa para não estragá-los. Eu tive uma amiga chamada Dayane, ela tinha um quarto enorme, brinquedos de marca, os pais dela podiam dar a ela todas as bonecas enormes que eu sempre quis ter mas meus pais não podiam me dar. Ela tinha um liquidificador que funcionava de verdade, podia fazer suco de verdade, mas a mãe dela não deixava tirar o brinquedo da caixa para não quebrar. Ela tinha uma calculadora grande cor-de-rosa com muitos bichos estampados e que emitia os sons dos animais, mas não podia ligá-la para não gastar a pilha. Aquilo me deixava confusa e passava para mim o mesmo sentimento de frustração que eu sentia vir de Dayane. Mas o brinquedo não deveria ser para brincar?

Meu quarto era bem menor do que o dela, não tinha a decoração planejada e bonita do dela e meus poucos brinquedos e lápis de cor eram espalhados pelo chão. Eu não entendia porque ela ficava tão feliz de vir brincar comigo, com as minhas coisas que não eram tão legais quanto as dela. Hoje eu acho que eu entendo um pouco... Dayane nunca "teve" tudo que tinha. Quem tinha todas aquelas coisas era a estante do quarto dela. Isso claramente a frustrava.

Eu simplesmente destrocei a primeira Barbie que tive, penteie os cabelos compridos e frisados dela tanto que o pescoço dela rachou. Meus ioiôs da Coca-Cola (que eu ainda tenho) não ficaram intactos como itens de colecionador, pelo contrário, estão muito bem arranhados com marcas de muita diversão de uma criança, a mesma regra se aplica eu meu bambolê do É O Tchan, à corda de pular corda e aos patins que se deterioraram. Da minha primeira boneca só restou uma foto. "Estraguei" essas coisas da melhor maneira possível.

Jacilene Silva.

3 comentários:

  1. Eu riscava minhas bonecas, mas pelo menos aproveitei ao máximo, usei tudo que poderia ter usado, brinquei o máximo... Do que adianta deixar guardada? Essa é uma bela mensagem pra vida real
    www.iamcamilakellen.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. nossa, eu tbm era assim, tbm tinha dó! alias ainda sou assim com algumas peças de roupa e algumas coisas que mais gosto acabam sendo as que menos uso

    www.tofucolorido.blogspot.com
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  3. hahaha boa Jascilene.
    Lembro que detonei a minha boneca Barbie Noiva, pintei o cabelo dela de canetinha, cortei curto, costurava e cortava roupas para ela, sem contar que eu comi a mãozinha dela.. xD hahahaha porque naquela época a Barbie não era de plástico como as que são agora né?

    Beijos

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...