domingo, 17 de abril de 2016

Pelas ruas que andei... fotografei!

Hoje em dia não é tão difícil ter acesso a uma câmera fotográfica DSLR de boa qualidade. Há muitas lojas confiáveis na internet que oferecem preços bons sob condições de pagamento que cabem no bolso dos novatos interessados em fotografia.

Fazer uma boa foto é sem dúvida prazeroso, captar o melhor do que nossos olhos podem ver e deixar esse olhar tão particular registrado para a posteridade. Antes da invenção da câmera fotográfica esse "feito" era privilégio dos grandes pintores, pois nem todo mundo tem o dom de registrar com fidedignidade à luz, ao movimento e a realidade de detalhes uma cena cotidiana tendo em mãos pincel, tinta e tela. 

Contudo, há quem ainda pense que fazer fotografia é somente "apertar o disparador" e pronto. Basta tentar manusear uma câmera – mesmo que das mais simples – para perceber que não é bem assim... Talvez por essa razão é que esteja crescendo exponencialmente a oferta e a procura por cursos de fotografia, sobretudo desses de curta duração [30, 20 até 10 horas durante fins de semana, por exemplo]. Sabe-se que, em suma, fotografia consiste em captação de "luz, cor e movimento", o que vai diferenciar uma foto da outra é a maneira como e de onde o pessoa vai preferir captar esse conjunto de elementos: se quer mais ou menos profundidade; qual enquadramento, perspectiva e como prefere equilibrar a luz que incide sob os objetos, revelando suas cores e sua movimentação...

Eu já fiz um desses cursos e acho que a proposta é válida, mas não se iluda, curso de fotografia consiste basicamente em ensinar às pessoas a manusear a câmera, só isso, tecnicamente. Fotos bonitas dependem principalmente da criatividade de quem fotografa e isso não se ensina. Uma boa foto não depende nem da câmera por si só – claro que quanto mais recursos uma câmera fornece ao A quem faz a fotografia, mais margem se tem para "brincar" com a imagem e conferi-la a perspectiva que preferir – mas, antes de uma boa câmera, é preciso se desenvolver um "bom olho". Assim, criatividade não se ensina, mas se estimula.

Por isso é certo que o "bom olho fotográfico" só se adquire experimentando. A dica é, fotografe para "aprender" a fotografar. Clique seu gato, seu cachorro, o jardim do seu prédio, a árvore do quintal, frutas na mesa. Faça várias fotos do mesmo objeto mudando a abertura de lente da sua câmera, a velocidade do obturador ou mesmo só as diferentes opções automáticas para diferentes iluminações que sua câmera oferecer; conheça a sua câmera para conhecer os resultados e refinar seu olhar. É esse um bom começo.






Por fim, eu sinto que quem fotografa quer, com suas lentes, registrar todos os sentimentos possíveis. Assim, faz do silêncio recado, palavra da mudez, diz enquanto cala. Então, a dica maior é: imagem não basta, o importante é ter também sentimento, poesia, arte.

Beijos!

Um comentário:

  1. Se tem algo quero investir no futuro é em uma câmera.
    Algo meu que eu possa explorar e experimentar.

    Beijos

    passarosjanela.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...