sábado, 21 de maio de 2016

NÃO É SÓ UMA QUESTÃO DE OPINIÃO.

Opinião é quando alguém prefere uma cor na parede da sala ao invés de outra. Opinião é quando se acha mais bonito estampa florida do que listrada. Opinião é quando alguém prefere o próprio cabelo curto ao invés de comprimido. Opinião é quando alguém escolhe ter ou não ter religião, ouvir ou não ouvir determinado gênero musical, tomar café ou chá, ou água... Tudo que alguém faz do próprio espaço, sem intervir no espaço do outro é seu direito é sua liberdade, configura sua opinião. Posicionamentos que defendem a restrição dos direitos dos outros não é "só opinião", política se discute sim, porque não é do simples âmbito da opinião. Discurso de ódio, segregação e violência não é mera opinião. Opiniões diferentes da minha não fazem de ninguém meu inimigo, posicionamentos políticos que atacam, restringem e violam os direitos dos outros fazem sim desses indivíduos meus inimigos, eu não quero ser amiga de homofóbicos, misóginos, racistas, fascistas.

Não está correta a pessoa que se posiciona para tirar das outras pessoas o direito de casarem, de formarem família, de amarem quem quiserem, de terem o nome social que se identificam, de serem quem realmente são. Jamais será justo alguém que prega por aí que o jeito "certo", "bonito" e "melhor" que toda mulher deve parecer, que todo homem deve parecer, que todo ser humano deve parecer é jeito da classe racista, elitista com complexo de vira-latas.

Portanto, antes de vir me acusar de ser "intolerante" com quem tem "opinião" diferente da minha, seria interessante repensar o que realmente se entende por "opinião".

Imagem: LAMP CITY BITCH by Happy As Flynn.